Notícia

Equipes do IA fazem capacitação para monitoramento

Publicado em: 27/06/2017

Equipes do Instituto Avaliação participaram de capacitação, com orientações técnicas feitas pelo geógrafo Samuel Menezes de Castro, do Ministério da Integração Nacional. As orientações do geógrafo, assim como outras capacitações e treinamentos, servirão para ajudar e qualificar a construção do Planejamento Estratégico que está sendo finalizado pelos técnicos do IA, para que seja iniciado o trabalho de campo.

Sandra Xavier, Gerente do IA, gestora do PDRSX, destacou que “esse é um momento muito importante para o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu, pois, através do monitoramento in loco dos projetos poderemos resgatar a história do PDRSX, verificando não somente as condições de como estão os bens, veículos e obras que foram doados aos projetos através do PDRSX mas, principalmente, sabermos a efetividade do projeto, ou seja, se o objetivo foi alcançado e saber a percepção da população beneficiária direta e indireta dos projetos a respeito dos resultados e como o projeto auxiliou os mesmos em relação ao Desenvolvimento Regional Sustentável”.

As equipes, que deverão iniciar ainda em julho o monitoramento “in loco” de projetos aprovados no Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX), aprenderam técnicas para traçar estratégias e desenvolver metodologias desde o diagnóstico, passando pelo desenvolvimento de planilhas, o registro e compilação de documentos, dados e informações, de ações para a logística e a segurança das equipes antes mesmo do trajeto de viagens até o local, assim como formulação de estratégias para alcançar o fundamental, que é a formulação do objetivo de cada ação do monitoramento. “As orientações são para desenvolver a capacidade de gestão e de planejamento das equipes de monitoramento. É importante elaborar o planejamento estratégico para a efetividade dele, e também para contribuir com a execução do PDRS Xingu a partir do monitoramento”, ressaltou Samuel.

Para a engenheira agrônoma Márcia Pimenta dos Santos, “foi importante para entendermos como vai funcionar o fluxo do monitoramento, qual é a importância do monitoramento para o PDRS Xingu. As práticas pedagógicas foram muito importantes para descobrir quais os problemas centrais do monitoramento sobre os indicadores tanto quantitativo quanto qualitativo, as possíveis fraquezas do monitoramento para serem corrigidas”, ressaltou.

Já para Sâmya Cristina Brazão Pereira, engenheira florestal, que tem experiência de campo em sua área de formação mas não em monitoramento de projetos “o treinamento foi de suma importância. A metodologia usada e as explicações serviram para clarear as ideias e de como deve ser buscado o foco central do monitoramento”, declarou.

“Com a expertise que ele (Samuel) tem em monitoramentos foi importante para aprofundar sobre as ferramentas do planejamento e trouxe um pouco de seu conhecimento para clarear mais as ideias na questão do planejamento, nos ajudou muito”, disse Erlon Gonçalves, formado em Ciências Políticas, e integrante de uma das equipes do monitoramento.

Para Rildy Uana Acácio Queiroz, assistente social com pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade Federal do Pará e especialista em Biodiversidade da Amazônia (UFPa), integrante de uma das equipes de monitoramento do IA, as orientações são de grande relevância para melhorar o conhecimento sobre as informações dos projetos e primordiais para desenvolver um grande trabalho de campo. “Outro fator é a segurança das equipes para adentrar em território desconhecido. Houve ainda orientação sobre a postura profissional de como estabelecer relação com os proponentes e alcançar nossos objetivos. Então, foi de grande relevância, ajudou a eliminar bastante a dispersão, um dos problemas de trabalho em equipe. Isso a gente percebeu, mesmo que todos estivessem ligados, com suas percepções sobre o trabalho, acabou servindo para integração da equipe. Para que nós tenhamos êxito nessa tarefa, é necessário um planejamento especifico para que tudo dê certo, é a base de tudo. Seguindo as orientações, acredito que faremos um bom trabalho”, acredita Rildy.

Segundo o pedagogo Francisco Edson Verício dos Santos, as orientações da capacitação foram de grande valia. “Porque nesse novo momento que estamos passando no IA serviu para que a gente pudesse abrir nosso olhar para os projetos que estão na região e que nós podemos fazer esse trabalho de monitoramento de uma forma mais clara para que os resultados sejam alcançados da melhor maneira possível. As orientações dele servem para que possamos distinguir a melhor forma de tratar com os proponentes e com as pessoas que estão envolvidas direta e indiretamente nos projetos”, afirmou.

Samuel de Castro destacou ainda que a importância do monitoramento para avaliação dos projetos do PDRSX, significa constatar a efetividade do Plano e também dos projetos. Ele aposta que somente com o planejamento estratégico será possível superar tanto fatores internos quanto externos durante as ações e a atuação em campo. “O primeiro monitoramento será muito importante para desenvolver o planejamento a partir de um piloto do monitoramento, porque irá ajudar na elaboração mais correta de condutas, das prioridades, da solução de problemas e na pro-atividade para tomadas de decisão”, declarou. Os resultados do monitoramento, que inclui resgate patrimonial e a efetividade dos projetos, também deverão abastecer com informações o banco de dados do Observatório do Desenvolvimento Regional, do Ministério da Integração.

As equipes de monitoramento ainda serão capacitadas com curso de Arcgis, plataforma para elaboração de mapas com geoprocessamento.

Fotos relacionadas a Equipes do IA fazem capacitação para monitoramento

  • Altamira, PA
    Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 2610 – 2º andar
    Bairro: Esplanada do Xingu, CEP: 68.372-005
    Telefone: (93) 3515-6015
    Email: contatopdrsx@avaliacao.org.br
  • Brasília, DF
    CLN 303 bloco C sala 216
    Bairro: Asa Norte, CEP: 70.735-530
    Telefone: (61) 3034-5648
    Email: contato@avaliacao.org.br